A solidariedade é negra: um grupo pequeno de voluntários quer distribuir 100 marmitas com sopa no centro de São Paulo

“Do que adianta sair na rua gritando e protestando se nós não temos uma estratégia?”. Essa provocação é de Ana Paula Evangelista, formada em Direito, mas que trabalha com sua paixão que é cozinhar e tem usado sua vocação para ajudar pessoas negras em situação de rua, em São Paulo Na capital paulista, as noites de inverno têm batido recorde de frio e a estação mais gelada do ano, só se encerra em 23 de setembro. No dia 6 de julho, ela, o marido, o escritor Durval Arantes , sua filha e mãe,  fizeram 50 marmitas com sopas para entregar para pessoas carentes.

Fotos: Divulgação


Pensando Fora da Caixinha foi o evento aconteceu em maio e trouxe a reflexão sobre a necessidade de sair do discurso e partir para ação para ajudar os grupos mais desfavorecidos da comunidade negra. Por meio do grupo Intelectualidade Afrobrasileira , nós chamamos pessoas para participar e nos ajudar com as sopas.  De 22 mil pessoas somente 14 quiseram participar, três homens e onze mulheres. Como tudo é corrido, algum depositaram outras doaram. Conseguimos fazer 50 marmitas e levamos. As sopas foram feitas na minha casa, eu o Durval , minha mãe e minha filha passamos a madrugada fazendo sopa”, descreve Ana. Ela explica que em poucos minutos dezenas marmitas feitas por sua família e distribuídas no Viaduto do Chá em São Paulo, acabaram. “Foi tudo muito rápido, era uma noite muito fria”.  

Fotos: Divulgação

A próxima meta é fazer 100 marmitas para serem entregues no dia 17 de agosto.  “Faremos o mesmo processo para entregar no dia seguinte. Precisamos além de alimentos, voluntários e mais homens para ajudar porque agora a maioria é mulheres”, detalha Ana que juntamente com Adriana Xavier, tem tentando mobilizar mais pessoas e até criaram um grupo no Whatsapp para isso.  As sopas são entregues no período da noite.  

Quer somar nesse projeto tão necessário? Veja abaixo tudo o que está faltando para a próxima noite da sopa. Os alimentos devem ser entregues até o dia 14 de Agosto.  Doação em dinheiro, alimentos e principalmente tempo e presença são importantes para a continuação dessa iniciativa. O grupo de voluntários também precisa de carro para transportá-los até o local onde a sopa será distribuída.
                                                     

Itens para sopa: 

– 5kg macarrão  

– 10kg peito de frango 

– 10 kg batata 

– 2kg cenoura 

– 8 pacotes couve 

– 4kg cebola 

– 500g alho 

– óleo/azeite 

– caldo de galinha 

– 100 embalagens descartáveis (marmitas médias), colheres e 

Pretendemos alimentar 100 pessoas.                   

Mais informações: Ana Paula (11)95367-5735 / Adriana Xavier(17)99117-7900 

 

O post A solidariedade é negra: um grupo pequeno de voluntários quer distribuir 100 marmitas com sopa no centro de São Paulo apareceu primeiro em Mundo Negro.

SAIBA MAIS.:  CULTNE DOC - Zola Star no Afro Gourmet

Deixe uma resposta