Agenda do Ó: Adriana Moreira, Toinho Melodia e Zé Barbeiro

O Samba em Rede divulga a programação completa de maio do Ó do Borogodó, um dos mais tradicionais bares de samba de São Paulo. A casa abre de terça-feira a domingo, com entradas que variam de R$15 a R$25.

Adriana Moreira se apresenta no Ó do Borogodó em maio

Confira a lista de atrações:
Terças-feiras

7/5
21h – Chico Médico

14/5
21h – Zé Barbeiro Quarteto

Zé Barbeiro, que já acompanhou grandes nomes da música popular brasileira como Altamiro Carrilho, Jair Rodrigues, Beth Carvalho e Silvio Caldas, conta com a participação de Alexandre Ribeiro no clarinete e Rafael Toledo no pandeiro neste show.

Em 2008, o artista lançou o seu primeiro trabalho solo, inédito e autoral, “Segura a Bucha”, após vencer o Prêmio Pixinguinha. Em 2010, realizou seu segundo disco também inédito e autoral, “No Salão do Barbeiro”. A obra traz uma proposta popular, focada no choro contemporâneo dançante.

Quartas-feiras

8/5
21h – Mumu de Oliveira

15/5
21h – Jacke Carvalho  

Quintas-feiras

9/5

23h –  Anaí Rosa e Cochichando

Com 25 anos de estrada, a cantora e compositora apresenta um repertório de sambas e sambas-choro acompanhada pelo grupo Cochichando. O conjunto é formado por Paulo Ramos no violão sete cordas, André Hosoi no bandolim e na guitarra, Ildo Silva no cavaquinho, Douglas Alonso na percussão e João Poleto no saxofone e na flauta.

SAIBA MAIS.:  Tia Maria do Jongo se despede aos 98 anos

16/5
23h – Everson Pessoa apresenta Samba Certeiro

Violonista, compositor, cantor, maestro, Everson Pessoa atualmente está em carreira solo com o álbum Samba Certeiro. Everson fez a direção musical de diversos músicos, entre eles o Berço do Samba de São Mateus, Beth Carvalho, Velha Guarda do Camisa Verde e Branco, Tia Cida e Jair Rodrigues.

Sextas-feiras

3/5

23h – Samba do Alento 

10/5

23h – Trio Gato com Fome

O trio formado por Cadu Ribeiro no pandeiro, Gregory Andreas no cavaquinho e Renato Enoki no violão de sete cordas apresenta sucessos de Adoniran Barbosa, Noel Rosa, Geraldo Pereira, Germano Mathias, Moreira da Silva e Osvaldinho da Cuíca.

17/5

23h – Toinho Melodia e o Conjunto Picafumo

SAIBA MAIS.:  Monarco recebe Criolo para show de lançamento de seu novo CD

O sambista nascido no Recife chegou à cidade de São Paulo em 1962. Inspirado pelas constantes transformações no seu cotidiano, Antonio Freire de Carvalho Filho, mais conhecido como Toinho Melodia, passa a cantar situações diárias em que ele mesmo é testemunha ou protagonista.

Consagrado nas escolas de samba Unidos do Morro de Vila Maria, Unidos do Peruche, Vai-Vai e Camisa Verde e Branco, o compositor passa a apresentar suas composições também em comunidades como o Samba da Vela, Pagode da 27, Comunidade Maria Cursi e Kolombolo. Também caminhou ao lado de diversos bambas da paulicéia como Jangada, Talismã, Toniquinho Batuqueiro e Zeca da Casa Verde.

Desde 2013, Toinho comanda o Conjunto Picafumo em rodas de samba que sustentam a bandeira das composições autorais, ainda cantando a cidade em crônicas comoventes. Em 2018, o sambista lançou seu primeiro CD, “Paulibucano”.

Sábados

4/5
23h – Zé Barbeiro Quarteto

Zé Barbeiro, que já acompanhou grandes nomes da música popular brasileira como Altamiro Carrilho, Jair Rodrigues, Beth Carvalho e Silvio Caldas, conta com a participação de Alexandre Ribeiro no clarinete e Rafael Toledo no pandeiro neste show.

SAIBA MAIS.:  Agenda RJ: Glória ao Samba e homenagem a Paulo César Pinheiro

Em 2008, o artista lançou o seu primeiro trabalho solo, inédito e autoral, “Segura a Bucha”, após vencer o Prêmio Pixinguinha. Em 2010, realizou seu segundo disco também inédito e autoral, “No Salão do Barbeiro”. A obra traz uma proposta popular, focada no choro contemporâneo dançante.

11/5

23h – Adriana Moreira e e Cordão da Fuleragem

O primeiro contato da intérprete com a música se deu na Escola de Samba Camisa Verde e Branco e sua primeira experiência foi na gravação do disco “O Cúmulo do Samba”, do compositor Carlinhos Vergueiro. Adriana também integrou o núcleo de músicos e compositores que constituiu o Mutirão do Samba, movimento que originou a famosa roda Samba da Vela.

Domingos

5, 12, 19 e 26/5

20h – Ubandu

O Ubandu é uma reunião de sambistas da pauliceia que celebram a diversidade do samba da cidade. O repertório é repleto de brasas de grandes ícones do gênero.

[tab:END]

Deixe uma resposta