Arlindinho e Sombrinha homenageiam Arlindo Cruz

Participação de Sombrinha
Dias 26 e 27 de julho de 2019. Sexta e sábado, às 21h30
Local: Comedoria (650 lugares)
Ingressos esgotados (R$ 40 (inteira); 20 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante) e R$ 12 (credencial plena do Sesc – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes.
Recomendação etária: 18 anos
Duração: 90 minutos

Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000.
Belenzinho – São Paulo (SP)
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento
De terça a sábado, das 9h às 22h. Domingos e feriados, das 9h às 20h.
Valores: Credenciados plenos do Sesc: R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional. Não credenciados no Sesc: R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional.

SAIBA MAIS.:  Agenda Rio: Família Diniz, Feijoada do Império Serrano e Tia Surica

Para espetáculos pagos, após as 17h: R$ 7,50 (Credencial Plena do Sesc – trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo). R$ 15,00 (não credenciados).

Transporte Público
Metro Belém (550m) | Estação Tatuapé (1400m)

No repertório, a dupla apresenta uma seleção de sambas compostas por Arlindo Cruz.

Considerado uma das revelações da nova geração do samba, Arlindinho é filho do cantor e compositor Arlindo Cruz. Aos 13, compôs e defendeu na avenida seu primeiro samba-enredo para a escola mirim “Estrelinha da Mocidade”, e foi campeão. Além de participações em trabalhos do pai, se engajou nas disputas de samba-enredo, e formou o grupo “Bambas de Berço”, com filhos de grandes sambistas.

SAIBA MAIS.:  Monarco, Marquinho e Mauro Diniz se apresentam no Beco do Rato

No final da década de 1970, Sombrinha se juntou a Almir Guineto, Jorge Aragão, Bira, Ubirani, Sereno e Neoci para criar o grupo Fundo de Quintal. Após 12 anos, Sombrinha deixou o Fundo de Quintal e passou a atuar em dupla com Arlindo Cruz, uma parceria que durou sete anos e lhes rendeu cinco discos. Hoje, são mais de 300 músicas eternizadas nas vozes de Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Dona Ivone Lara, Chico Buarque e Caetano Veloso.

SAIBA MAIS.:  Quintal da Portela reúne talentos da nova geração em Madureira

Deixe uma resposta