Bolsonaro (32% de aprovação, em queda) pode se tornar refém de Moro (59%)

Deixe uma resposta