Por que demoramos 50 anos para ter uma âncora negra no Jornal Nacional?

Temos que valorizar a conquista de Maju Coutinho, mas também refletir sobre o racismo estrutural e a falta de oportunidade para pessoas negras. Por Ana Carolina Pinheiro | Ccapricho.abril.com.br “Se prepare pra ver preto sem matar e sem roubar no seu jornal“. Esse é um trecho da música O Céu é o Limite, dos rappers Mano Brown, Emicida, Djonga,…

NÃO ADIANTA SÓ PEDIR DESCULPAS

Taís Araújo, Elisa Lucinda, KL Jay, Luana Xavier e outras personalidades negras refletem sobre o racismo estrutural brasileiro