Ceseep e Geledés realizam o curso Violência, Gênero e Raça: resistências e caminho de superação

Por Suelaine Carneiro | Geledés.

A edição 2019 do Curso Latino Americano de Pastoral e Relações de Gênero aborda a exclusão e as desigualdades que marcam a vida de muitas mulheres latino-americanas, agravadas pelo racismo, sexismo, preconceitos e intolerâncias. Por Suelaine Carneiro A formação visa estimular a reflexão sobre as condições históricas que estruturam as desigualdades e hierarquias de gênero .

A formação visa estimular a reflexão sobre as condições históricas que estruturam as desigualdades e hierarquias de gênero e raça, de forma a cada participante contribuir para a superação dos obstáculos para a conquista da igualdade, equidade e liberdade.

Coordenado por Nilda Assis Candido do CESEEP e Maria Sylvia Oliveira e Suelaine Carneiro de Geledés, o curso teve início no dia 21 de janeiro e será finalizado em 3 de fevereiro.
A acolhida às/aos participantes de várias regiões do Brasil e do Chile, foi realizada pela equipe de coordenação e a integração e comunicação nas línguas portuguesa e espanhola, pela Imã Dirce Pontes.

SAIBA MAIS.:  O triste caso da militarização das escolas no Distrito Federal

Depois da partilhas das práticas trazida pelos/as participantes, a primeira semana de formação abordou Espiritualidade Ecumênica e Inter-Religiosa por Cecília B. Branco, Educação Popular na Militância, por Lourdes de Fátima P. Possani, Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso, por Wagner Sanchez, e Gênero e Raça, por Suelaine Carneiro.

O tema Feminismo na América Latina foi abordado por Yury Puello Orozco no dia 25 e, no sábado, foi realizada a mesa de debate sobre Movimento Feminista na América Latina: desafios políticos e sociais, com Amelinha Teles e Maria Sylvia de Oliveira. Este evento foi aberto ao público e teve a participação da Pastoral da Juventude e outros grupos ligado às questões de gênero.

SAIBA MAIS.:  O triste caso da militarização das escolas no Distrito Federal

Curso Violência, Gênero e Raça: resistências e caminho de superação (Foto: Lourdinha Paschoaletto)

Na próxima semana os temas serão: Feminismo no Brasil, por Schuma Schumaher; Violência contra a Mulher e Violência Doméstica, por Cláudia Luna; Desconstrução da Masculinidade, por Flavio Urra; Diversidade e Identidade de Gênero, por Neon Cunha; Leitura Feminista da Bíblia, por Bianca Daebs; Mulheres na Cultura e Religiosidade Afro-Brasileira, por Alessandra Ribeiro.

Finalizando o curso, com o retorno às práticas e avaliação, como parte do processo metodológico referenciado na Metodologia da Educação Popular.

Deixe uma resposta