Cosmogonia Africana – Episódio 1

Cultne com imagens e edição de Filó Filho registrou no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro em 23 de março de 2019 o espetáculo de dança "Cosmogonia Africana – A Visão de Mundo do Povo Iorubá", que traz a narrativa iorubá da criação do mundo. Ao som de tambores, coreografias típicas da cultura afro-brasileira explicam a importância e o papel dos elementos primordiais da natureza: o fogo, a terra, o ar e a água para o povo iorubá. Ancestrais relacionados a tais elementos – os orixás – também estão presentes nesta edição, com algumas surpresas. O projeto é uma realização da companhia de dança Tambor de Cumba e tem a direção artística da bailarina e professora Aninha Catão, atuante no cenário cultural afro-brasileiro, no Rio de Janeiro. A apresentação de dança aborda o começo do mundo e sua ligação com os Orixás, por meio de coreografias que reproduzem os momentos da criação. O espetáculo é encenado por sete bailarinos que representam os elementos: fogo, água, terra e ar, que pela tradição yorubá, deram origem a vida no àiyé (nosso mundo). Os Orixás também são representados em cena. Ficha técnica: Texto e pesquisa: Marcelo Monteiro Direção artística: Aninha Catão Coreografia: Aninha Catão Bailarinos: Aninha Catão, Lucimar Brito, Layza Soares, Marcos Cotta, Matheus Mello e Maurício Souza. Bailarino convidado: Carlos Mutalla Músicos: André Aladê, Dinho Santiago e Alexandre Munrha Canto: Nina Rosa Produção: Aninha Catão Assistente de produção: Chris Mendonça, Layza Soares e Joyce Lima Preparação de elenco: Ledjane Motta Cenário e iluminação: Zindi Gonzaga Audiovisual: Luis Gomes Designer: Mariana Gomes e Toni Sales Assessoria de imprensa: Joyce Lima Fotos: Marcelo Reis

Deixe uma resposta