Ela Quer Tudo: outras 19 produções na Netflix com protagonistas negras

Além da criação de Spike Lee, os cinéfilos contam com outras boas opções no catálogo da plataforma

metropoles

Netflix/Divulgação

SalvarNETFLIX/DIVULGAÇÃO

RAQUEL MARTINS RIBEIRO

Nesta sexta-feira (24/05/2019), a Netflix disponibiliza a segunda temporada de Ela Quer Tudo, série baseada no filme homônimo de Spike Lee, de 1986. Os novos episódios continuam acompanhando a intensa vida de Nola Darling, uma artista com mais de 20 anos e suas dificuldades em conciliar o tempo entre os seus três amantes.

Ela Quer Tudo não é a única série da Netflix a ser protagonizada por uma mulher negra. Só em 2019, o serviço de streaming lançou outras quatro produções: A Gente Se Vê Ontem, Juanita, Lionheart e Sempre Bruxa. Não é de hoje que a plataforma investe em filmes e seriados que dão visibilidade às atrizes outrora relegadas a papéis coadjuvantes e repletos de esteriótipos.

Tem de tudo. De roteiros que impelem discussões sobre racismo e desigualdade social, passando por comédias românticas e ficções científicas, até dramas adolescentes. Ainda está longe de a indústria cinematográfica deixar de ser um ambiente hostil para artistas negros. No entanto, o primeiro passo foi dado.

Pensando nisso, o Metrópoles selecionou 19 produções da Netflix para os cinéfilos de plantão conhecerem mulheres inspiradoras. Confira!

Abrir em Tela Cheia

Salvar19/19

A Vida Secreta de Zoe (2014) — Zoe tinha a vida perfeita, marido carinhoso, três filho e uma ótima carreira, até sentir uma vontade insaciável de transar com outros homens. A personagem interpretada por Sharon Leal precisa ralar para não colocar seu casamento a perderNetflix/Divulgação

Salvar1/19

A Gente Se Vê Ontem (2019) — Também produzido por Spike Lee, o filme de ficção científica tem direção de Stefon Bristol e conta com a estreia da atriz Eden Duncan-Smith no papel da protagonista CJ. Ela e seu melhor amigo Sebastian (Dante Crichlow) tentam dominar a arte da viagem no tempo. O longa ainda leva o espectador a sérias reflexões sobre pobreza, violência policial e abandono das minorias Netflix/Divulgação

Salvar2/19

Juanita (2019) — Com direção de Clark Johnson, Juanita conta a história de uma mãe solteira que vivia apenas para seus três filhos adultos. Um belo dia ela decide viver a própria vida e sai sem rumo, até chegar à cidade de Montana. Logo que chega ao local, passa a trabalhar em um restaurante onde encontra novos amigos e propósitosNetflix/Divulgação

SAIBA MAIS.:  Espetáculo reúne seis rodas femininas no Auditório do Ibirapuera

Salvar3/19

Lionheart (2019) — Filme original da Netflix, a produção traz Genevieve Nnaji (que também dirige o filme) na pele de Adaeze, uma jovem que precisa assumir os negócios do pai e o faz com muita competência. O longa se passa na Nigéria e é uma ótima opção para conhecer melhor a cultura local presente nas roupas, ambientes e línguas da obraNetflix/Divulgação

Salvar4/19

Sempre Bruxa (2019) — A série conta a história de uma jovem negra do século 17 que comete o crime de se apaixonar por um homem branco, é condenada como bruxa e mandada para a fogueira. Antes de se queimar, no entanto, ela se transporta para o século 21, onde não pode usar magia, uma vez que ninguém acredita que ela existe. Mas uma vez bruxa, sempre bruxaNetflix/Divulgação

Salvar5/19

No Ritmo da Sedução (2018) — Simone (Michaela Coel) é uma mãe solteira dedicada que, em rara noite de diversão, é seduzida pelo estranho e tão atraente quanto complicado Raymond (Arinzé Kene). O encontro desperta sentimentos antigos e novos. Com uma cidade em eterna mutação de pano de fundo, No Ritmo da Sedução apresenta uma nova visão do amor, da vida e da superaçãoNetflix/Divulgação

Salvar6/19

Minha Primeira Luta (2018) — Filme original Netflix, conta a história de Mo (Elvire Emanuelle). Para impressionar o pai, Darrel (Yahya Abdul-Mateen II), a jovem começa a praticar luta livre. Ela faz de tudo para ser parte de uma equipe só de meninos, tendo que lutar contra o sexo oposto de igual para igualNetflix/Divulgação

Salvar7/19

Felicidade Por Um Fio (2018) — As mulheres de cabelos cacheados entenderão: quem nunca deixou de entrar em uma piscina, ir à praia ou até evitou sair na rua em dias chuvosos? Em Felicidade Por um Fio, a protagonista, Violet Jones, interpretada por Sanaa Lathan, cresceu achando que era preciso alisar o cabelo para ser aceita em um meio hegemonicamente branco. A personagem embarca em uma viagem de autoconhecimento que começa por uma mudança radical no visualNetflix/Divulgação

SAIBA MAIS.:  CULTNE DOC - Blues do PiauÍ - Renato Piau

Salvar8/19

Grown Ish (2018) — A série acompanha a jornada de Zoey na faculdade onde ela conhecerá sexo e drogas, além de fazer novos melhores amigosNetflix/Divulgação

Salvar9/19

Black Earth Rising (2018) — A série lembra o genocídio de Ruanda, massacre que completa 25 anos em 2019 e que matou aproximadamente 800 mil pessoas. A produção apresenta a estreante Michaela Coel, que dá vida à investigadora Kate Ashby. Adotada por uma advogada especializada em direitos humanos, a protagonista confronta o passado ao assumir casos de crimes de guerraNetflix/Divulgação

Salvar10/19

Seven Second (2018) — Na produção, Clare-Hope Ashitey vive uma mãe que luta por justiça após seu filho ser agredido por um policial. Os primeiros 10 episódios estão disponíveis na plataforma de streaming, mas a Netflix não renovou para a segunda temporadaNetflix/Divulgação

Salvar11/19

Roxanne Roxanne (2018) — O filme conta a trajetória da rapper Roxanne Shanté, a adolescente que se tornou uma lenda do hip-hop mundial nos anos 1980 com a canção Roxanne’s Revenge. Com Chanté Adams e Mahershala Ali, o filme trata não somente da carreira, mas também de sua vida pessoalNetflix/Divulgação

Salvar12/19

Cara Gente Branca (2018) — Em sua segunda temporada, Cara Gente Branca discute com bom humor e um tom extremamente direto o racismo sofrido por jovens negros nas universidades americanas. Na segunda parte, lançada em 2018, o roteiro reforça debates como o radicalismo do “politicamente correto”, a apropriação cultural, a comparação da luta de millennials com a de seus pais e preconceitos sobre pessoas negras de pele mais claraNetflix/Divulgação

Salvar13/19

Chewing Gum (2017) — Depois de duas temporadas curtinhas que fizeram sucesso com o público, foi confirmado que a série inglesa Chewing Gum ganhará uma terceira parte. A notícia foi divulgada pela própria Michaela Coel, que estrela e dirige a produção. Na trama, uma jovem criada em uma família muito religiosa decide perder a virgindadeNetflix/Divulgação

Salvar14/19

A Incrível Jessica James (2017) —Arrasada após terminar um relacionamento, uma aspirante à dramaturga de NY tenta superar a fossa com um novo amor. Juntos eles descobrem como fazer o namoro dar certo nos tempos difíceis. A série é encenada pela atriz Jessica WilliamsNetflix/Divulgação

SAIBA MAIS.:  Agenda RJ: Maria Rita, Samba na Serrinha e Velha Guarda da Mangueira

Salvar15/19

Love Beats Rhymes (2016) —Depois de se matricular em um curso de dança, uma aspirante à rapper busca no mundo da poesia inspiração para as letras de suas músicas. A produção traz Azealia Banks no papel principalNetflix/Divulgação

Salvar16/19

Fallin (2015) — O amor de Muna (Adeusa Etomi) pelo marido, Imoh, será testando quando um acidente o deixa em coma e ela acaba se encantando por outro homemNetflix/Divulgação

Salvar17/19

Cinquentonas (2015) — Quatro mulheres nigerianas em vias de completar 50 anos repensam a vida e decidem se arriscar em situações inusitadasNetflix/Divulgação

Salvar18/19

When Loves Happens (2014) — Cansada de organizar casamentos para todo o mundo, menos o seu, uma cerimonialista vai em busca de romance na internet. Além das figuras hilárias dos aplicativos, ela finalmente encontra o seu grande amorNetflix/Divulgação

Salvar19/19

A Vida Secreta de Zoe (2014) — Zoe tinha a vida perfeita, marido carinhoso, três filho e uma ótima carreira, até sentir uma vontade insaciável de transar com outros homens. A personagem interpretada por Sharon Leal precisa ralar para não colocar seu casamento a perderNetflix/Divulgação

Salvar1/19

A Gente Se Vê Ontem (2019) — Também produzido por Spike Lee, o filme de ficção científica tem direção de Stefon Bristol e conta com a estreia da atriz Eden Duncan-Smith no papel da protagonista CJ. Ela e seu melhor amigo Sebastian (Dante Crichlow) tentam dominar a arte da viagem no tempo. O longa ainda leva o espectador a sérias reflexões sobre pobreza, violência policial e abandono das minorias Netflix/Divulgação

Deixe uma resposta