Empreendedora cria modelos de mochilas diferenciados para empoderar crianças negras

A empreendedora de 25 anos, Geisa Antunes, sempre quis ter o próprio negócio e um trabalho que causasse impacto nas crianças. Em 2018, ela conseguiu realizar esse desejo e criou a Melanin, marca de mochilas com estampas de meninas negras com o intuito de promover a representatividade.

Com personagens e penteados variados, os cabelos são feitos com fios sintéticos e aplicados sobre as mochilas, desde tranças até marias-chiquinhas. Atualmente ela possui disponível quatro modelos.

Geisa Antunes (arquivo pessoal)

Geisa ainda pretende criar o Instituto Melanin, com o proposito de profissionalizar pessoas, em especial, jovens de comunidades carentes. A publicação de cinco livros, que abordam temas como diversidade e empatia, também está entre seus planos. “A gratidão e o retorno das pessoas é o que me engaja a ir para frente“, diz, em entrevista ao Pequenas Empresas e Grandes Negócios.

Quando teve a ideia, fazia estágio em pedagogia em uma escola em Sorocaba (SP). “Sempre achei que faltavam produtos que colaborassem para a construção de identidade de crianças negras“. Quando viu um produto semelhante na internet, decidiu adaptar a ideia a essa realidade.

SAIBA MAIS.:  Após sete meses, Damares não gastou um centavo com a Casa da Mulher Brasileira

Após seis meses de planejamento, ela investiu seu salário do estagio, R$ 550, para começar com as primeiras mochilas. No final do ano passado, ela criou uma página e postou os produtos no Facebook. “Fui dormir com 100 seguidores e acordei com 16 mil“. O retorno foi rápido e em um mês ela vendeu o estoque com 300 unidades, que planejou para três meses.

SAIBA MAIS.:  Lomé será sede do Fórum Econômico da Diáspora Africana- FEDA 2019

A felicidade não foi apenas pelos números, mas por ter recebido diversas mensagens positivas de pessoas animadas com o produto. “O feedback tem sido muito bom. Muitos pais me agradecem por suas filhas se verem representadas em algo que gostam“.

O valor das mochilas varia entre R$ 79,90 e R$ 99,90, de acordo com o tamanho. Os modelos são criados e produzidos pela própria marca, que atualmente possui cinco funcionárias. Para as próximas coleções, ela planeja incluir meninos, outros tons de pele negra e personagens com vitiligo.

SAIBA MAIS.:  “Dona Ivone Lara”, escrita e dirigida por Elísio Lopes Jr., estreia dia 29 no Teatro Sérgio Cardoso

O post Empreendedora cria modelos de mochilas diferenciados para empoderar crianças negras apareceu primeiro em Mundo Negro.

Deixe uma resposta