“Estamos caminhando, mas tem muita coisa para fazer”, diz Iza no “Arquivo Confidencial”

Iza participou do “Arquivo Confidencial” no último domingo (12)

No último domingo (12), Iza esteve no Domingão do Faustão como convidada do quadro “Arquivo Confidencial”. A artista falou sobre meritocracia, racismo e machismo em horário nobre, lembrando que ainda é vítima dos preconceitos, ainda que de forma velada pela posição que ocupa.

“Hoje, considero que estou numa situação muito privilegiada […] por conta da minha profissão. A questão do assédio, do preconceito, a questão do racismo fica velada, não some. As pessoas têm aquele receio de se expressarem da forma como gostariam de se expressar, mas eu sei que isso não acontecer comigo não significa que o racismo acabou. Estamos caminhando, mas tem muita coisa para fazer”, disse Iza.

SAIBA MAIS.:  “Homenagem ao Egito”: Marca é acusada de apropriação cultural durante a Semana de Moda de Paris

A cantora explicou como sua mãe a ensinou a não se calar diante destes processos dolorosos e confessou ainda ter tido muita vontade de se ver na televisão quando criança.

“Hoje, eu já vejo muito mais de mim nos lugares. Eu acho que isso é importante, é a história da representatividade. A gente precisa se ver nos lugares para saber que a gente pode estar onde a gente quer estar.”

SAIBA MAIS.:  Taís Araújo posta foto de revista e fala sobre evolução

Ver Iza na televisão é sempre um privilégio: tanto por seu talento quanto por seu discurso coerente em tempos difíceis.

O post “Estamos caminhando, mas tem muita coisa para fazer”, diz Iza no “Arquivo Confidencial” apareceu primeiro em Todos Negros do Mundo.

Todos Negros do Mundo

Deixe uma resposta