Moradores celebram certificado que reconhece oficialmente comunidade quilombola em Joinville

Atualmente, estado tem 17 quilombos reconhecidos de forma oficial.

G1 SC


Moradores celebram certificado que reconhece oficialmente comunidade quilombola em Joinville — Foto: NSC TV / Reprodução

Moradores celebram certificado que reconhece oficialmente comunidade quilombola em Joinville — Foto: NSC TV / Reprodução

A localidade ‘Beco do Caminho Curto’, em Joinville, no Norte do estado, foi oficialmente reconhecida pela Fundação Cultural Palmares, do Governo Federal, como comunidade quilombola.

O selo garante à localidade uma série de iniciativas, como oficinas de higiene pessoal para crianças e conversas pedagógicas sobre a cultura negra, por exemplo. As ações são coordenadas por professores e alunos de uma universidade da região. Hoje, cerca de 25 famílias vivem no local.

SAIBA MAIS.:  Câmara de Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais do MPF divulga nota pública sobre incêndios na Amazônia

Atualmente, Santa Catarina tem 17 comunidades quilombolas oficialmente reconhecidas pela União. A Fundação Cultural Palmares estima que existam cerca de 40 grupos no estado.

“Nós temos a comprovação de que ele [o quilombo] existe desde a colonização de Joinville. Então, dentro de uma comunidade que é em sua maioria germânica, essa certificação dá a esse grupo a ‘ressignificação’ dessa história tão marginalizada”, diz a assistente técnica pedagógica Alessandra Bernardino.

SAIBA MAIS.:  CDHM faz diligência a assentamentos na Paraíba

Moradores celebram certificado que reconhece oficialmente comunidade quilombola em SCJornal do Almoço – SC–:–/–:–

Moradores celebram certificado que reconhece oficialmente comunidade quilombola em SC

De acordo com Célio Alexandre, defensor público federal, a certificação ajuda a combater um problema histórico e é um passo importante para garantir o direito de propriedade. Em sua visão, o objetivo é melhorar a infraestrutura da comunidade.

“A questão sanitária é um problema. Algumas crianças ficaram doentes porque água e esgoto não são tratados. A gente considera a questão mais emergencial”, afirma.

SAIBA MAIS.:  MPF obtém liminar para encerrar lixão em comunidades quilombolas no Sertão paraibano
Certificado que reconhece oficialmente comunidade quilombola em Joinville — Foto: NSC TV / Reprodução

Certificado que reconhece oficialmente comunidade quilombola em Joinville — Foto: NSC TV / Reprodução

Deixe uma resposta