Projeto itinerante com alunos de escolas públicas ensina fotografia e faz reflexão sobre futuro

O projeto itinerante FotoArte percorre 16 cidades brasileiras levando para alunos de escolas públicas algumas técnicas de fotografia e incentivando reflexão sobre o futuro. Um caminhão simula uma câmera fotográfica gigante e passa por São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Bahia.

Realizado pela ImageMagica e apresentado pelo Ministério da Cidadania e Instituto CCR, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, o projeto rodou, em 2018, 20 mil quilômetros.

SAIBA MAIS.:  Intolerância Religiosa pauta no governo do Rio

Nas oficinas, os estudantes aprendem um pouco da história e técnicas como enquadramento da imagem. Depois, eles entram na câmara escura, ambiente instalado dentro do caminhão. Lá, os participantes veem como a imagem é formada pela incidência da luz.

“Quando os alunos entram na câmara escura, imaginam que pode ser qualquer coisa menos que estão dentro de uma câmera fotográfica. A hora em que a gente conta o que é e faz a simulação da entrada de luz e formação de imagem, eles ficam incrédulos. É um momento mágico”, relata Andreza Portela, coordenadora do núcleo educacional da ImageMagica.

SAIBA MAIS.:  RC10 Comunicação homenageia Tony Gordon

“A fotografia é uma nova forma de ensinar o aluno. Não existe só o formato convencional, com carteira, lousa, professor e livro didático. Aprender de uma forma inusitada é muito mais interessante, ainda mais com a proposta de repensar o espaço onde estamos vivendo”, afirma José Guilherme de Andrade, diretor da EMEF Professor José Parada, da cidade de Franco da Rocha, em São Paulo.

Após a imersão na câmara escura, cada estudante recebe um celular para fotografar sobre um tema.
Após a imersão na câmara escura, cada estudante recebe um celular para fotografar sobre um tema. Foto: Wesley Diego Emes

Após a imersão na câmara escura, cada estudante recebe um celular para fotografar sobre um tema. A proposta desse ano é fazer com que os alunos reflitam sobre o futuro, produzindo uma imagem e legenda que expresse o que eles sentem sobre o assunto.

Todos recebem a fotografia após a ação. As fotos registradas pelos jovens são organizadas em uma exposição na própria escola, em formato de lambe-lambe ou varal.

Os professores também participam de oficinas com técnicas de fotografia para incentivar o uso do recurso em sala de aula.

Os professores também participam de oficinas com técnicas de fotografia para incentivar o uso do recurso em sala de aula.
Os professores também participam de oficinas com técnicas de fotografia para incentivar o uso do recurso em sala de aula. Foto: Wesley Diego Emes

 

Por Afrobrasileiros

Deixe uma resposta