Redes de cooperação éticas e sustentáveis – o caminho de crescimento da Diáspora Africana e África

Todos da Diáspora Africana estão conectados com África

Legenda – da esquerda para direita – cônsul político da África do Sul em São Paulo, Rudzani Mudau , Jader Nicolau Júnior, Cristina Pereira, cônsul-geral da África do Sul em São Paulo, Malose William Mogale, Lídia Santos, Cosme Felix, Antonio Luduvico – audiência com consul no dia 01/03/2019

A conexão com o continente africano é mundial, pois é o berço da civilização. O processo de descoberta desta realidade esta a surgir como a ponta de um iceberg. Por mais que tentem uma corrente de exploração, desestruturação de raízes culturais, preconceitos, imagens tendenciosas de uma realidade de riquezas, o Ubuntu irá vencer.

SAIBA MAIS.:  O angolano Licínio Januário, de Segundo Sol, dirige curta estrelado pela cunhada Sheron Menezes

O Cônsul geral da África do Sul Malose Mogale no encontro com a Rede Brasil África, mostrou sua pré-disposição em participar de um processo de construção de uma rede ética e sustentável entre o Brasil, África do Sul, países do continente africano e os povos da diáspora.

Nesta mesma onda, surgem redes como a Rede Afro Turismo, Grupo de Trabalho Brasil África e Rede Brasil África, entre outras iniciativas.

SAIBA MAIS.:  DIGNIDADE no TRABALHO - Faxina Boa - Canal Preto

Portanto, convidamos a todos para pensarmos em redes éticas e sustentáveis. Redes colaborativas, sem apenas ater-se a lucros nos negócios, mas com visão de ações de impacto social, pois se há mais oportunidades de desenvolvimento das minorias, melhoraremos suas condições de vida e a economia cresce, gerando mais empregos e minimizando as desigualdades.

Ao pensarmos em algo semelhante seremos mais fortes para resistir ao sistema hoje existente, que tem seus dias contados.

SAIBA MAIS.:  Vídeo de pedido de casamento no KFC viraliza e casal recebe um presentão

Então quem ainda quer levar sempre vantagem em tudo e olhar para o seu próprio umbigo tem seus dias contados.

Vamos todos construir juntos uma nova realidade Ubuntu.

Portal Afro

Deixe uma resposta