Terreiro Grande faz roda de samba na Bela Vista

Sempre dedicados à pesquisa e à propagação do samba mais tradicional, o grupo Terreiro Grande se reúne neste sábado, dia 8, para uma grande roda no Al Janiah, a partir das 23h. A entrada custa R$15. Não deixe de confirmar presença no evento oficial do Facebook!

Terreiro Grande se apresenta na Bela Vista

No repertório, sambas de mestres como Bide, Marçal, Ismael Silva, Nilton Bastos, Alcides Malandro Histórico, Paulo da Portela, Manacéa, Casquinha, Walter Rosa, Monarco, Candeia, Mano Décio da Viola, Silas de Oliveira, Geraldo Babão, Caxiné, Noel Rosa de Oliveira, Anescar, Noel Rosa, Wilson Baptista, Cartola, Padeirinho, entre outros.

SAIBA MAIS.:  Prorrogada Exposição Abdias no MAC Niterói

Escute Terreiro Grande no Spotify Open:

Mais sobre o Terreiro Grande 

O Terreiro Grande surgiu do Grêmio Recreativo de Tradição e Pesquisa Morro das Pedras, que tinha como proposta defender e pesquisar o samba e suas tradições e que acabou tornando-se um projeto social que envolvia toda a comunidade de São Mateus.

O pessoal do Morro das Pedras tinha o costume de fazer homenagens a grandes compositores que estavam caindo ne esquecimento como Manacéa, Paulo da Portela, Alberto Lonato, Chico Santana, Nilton Campolino, Aniceto do Império. Dessa forma surgiu um dos mais importantes movimentos de resgate do samba.

SAIBA MAIS.:  Nove questões para entender por que injetar testosterona causa vício, problemas mentais e morte

Regularmente, como forma de resgate e preservação, o Morro das Pedras fazia homenagens a grandes compositores das escolas de samba que tinham sua obra caindo no esquecimento como Manacéa, Aniceto da Portela, Silas de Oliveira, Paulo da Portela, Alcides Malandro Histórico, Alberto Lonato, Mijinha, Chico Santana, Nilton Campolino, Aniceto do Império e Antenor Gargalhada.

Em janeiro de 2005, uma das homenagens seria para o portelense Alvaiade. Para esta roda, convidaram Cristina Buarque, que também fazia um trabalho de resgate de sambas de terreiro no Rio de Janeiro. Ela se convenceu a ir e a partir deste encontro, começou a frequentar o Morro das Pedras e a participar das rodas de samba.

SAIBA MAIS.:  Antes do Mundial, Etiene mostra preocupação com a falta de novas nadadoras no País

Em 2007 a cantora foi convidada a se apresentar no Teatro FECAP, em São Paulo, convidou o enorme grupo de sambistas da roda Morro das Pedras. Como eles haviam encerrado as atividades no final de 2006, alguns deles, somente 16, se reuniram novamente sob o nome de Terreiro Grande.

  • + samba:

Veja também: Nega Duda exalta o samba do Recôncavo Baiano em Itaquera

Deixe uma resposta