Vereadora de Araraquara discute organização de eventos do ano de 2019

A vereadora recebeu em seu gabinete os professores Claudemir Pereira e Dagoberto Fonseca

Com o objetivo de conversar sobre os detalhes dos eventos previstos para esse ano, a vereadora Thainara Faria (PT) recebeu em seu gabinete, na tarde de segunda-feira (18), os professores Claudemir Carlos Pereira e Dagoberto José Fonseca.

            O primeiro assunto discutido foi a Semana Luiz Gama, a ser realizada em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – 5ª Subseção Araraquara e membros da sociedade civil, entre os dias 26 e 28 de agosto. As atividades serão abertas na Câmara Municipal e terão continuidade na OAB e na Universidade de Araraquara (Uniara).

            “Entendo que é muito importante termos esse espaço para discussão. Buscaremos resgatar a trajetória de uma figura importante para o nosso país, mas pouco lembrada pela história oficial”, destacou a parlamentar, que pretende elaborar um projeto de lei para inclusão da semana no Calendário Oficial de Eventos do Município.

SAIBA MAIS.:  A semente das mulheres no campo agrícola

Nascido em 1830, Gama, advogado autodidata, foi um dos abolicionistas mais atuantes de São Paulo, responsável pela defesa de centenas de africanos e afro-brasileiros escravizados, inclusive de um araraquarense chamado Jacinto.

Estão convidados advogados, militantes, ativistas e comunidade em geral que desejam construir uma cidadania consistente e consciente e entender a importância do trabalho de reconhecimento da atuação do abolicionista.

            Semana de Ciências Sociais

            Outra atividade proposta, em parceria com a Escola do Legislativo (EL), deverá acontecer entre outubro e novembro: a Semana de Ciências Sociais. Para Fonseca, a discussão é muito válida e poderia envolver a graduação e a pós-graduação da Unesp. “Precisamos entender quais são os desafios do futuro. Como estará o profissional diante dos desafios contemporâneos na cidade de Araraquara.”

“Há mais de 40 anos, a Unesp de Araraquara, tem formado este perfil de profissional – o cientista social (bacharel e licenciatura). Inúmeros destes trabalham nas mais distintas áreas da sociedade, mas, a grande maioria por falta de campo de trabalho (bacharel), opta no início de sua carreira pelo trabalho de licenciatura, que o absorve mais rapidamente. A questão da importância de se trazer para a cidade o debate da Semana de Ciências Sociais é demarcar outros campos de atuação onde este profissional se insere e somar com as experiências concretas (temos hoje, um prefeito formado em Ciências Sociais, alguns secretário(a)s e coordenadores) de sucesso”, completou Pereira.

SAIBA MAIS.:  Polícia aponta fazendeiros como possíveis mandantes de morte de sindicalista no Pará

“Os desafios sociais contemporâneos e os que deverão aparecer no futuro serão abordados pelos cientistas sociais até para que a sociedade araraquarense possa entender, participar e contribuir, ainda, mais com os saberes formulados por essa área do conhecimento científico”, finalizou Fonseca.

Programação da EL

Thainara também definiu detalhes de eventos da Escola do Legislativo, por ela presidida desde o início do ano.

“Temos definida boa parte da programação. No próximo mês, em parceira com o INSS, realizaremos um curso de 15 horas sobre a Previdência. Em maio, entre os dias 20 e 24, teremos a Semana da África, em celebração ao Dia da África”, detalhou a vereadora.

SAIBA MAIS.:  A semente das mulheres no campo agrícola

Fonseca perguntou sobre novembro e a Consciência Negra. Thainara garantiu que, mais uma vez, o debate será realizado. “É uma das principais lutas do nosso mandato e, com certeza, traremos essa discussão no mês de novembro”, finalizou.

Ambos os convidados (Fonseca e Pereira) deverão participar de outras reuniões com a Vereadora, ainda, no mês de abril a fim de dar prosseguimento as agendas e compromissos tratados.

Deixe uma resposta