Vitima de agressão por diretor de bateria da Vai-Vai pede medida protetiva

Por Philipe Guedes, do G1 

A mulher agredida durante ensaio de carnaval no Sambódromo do Anhembi, na madrugada de domingo (20), pediu uma medida protetiva contra o diretor de bateria da Vai-Vai. A agressão foi filmada e o vídeo repercutiu nas redes sociais.

Pepê também esteve na mesma DDM na manhã desta terça, mas não quis dar entrevista. Durante cerca de uma hora, ele afirmou que a mulher era sua namorada e que a agrediu por ciúmes. Anderson também acrescentou no depoimento que estava de cabeça quente.

O advogado de Pepê, Demis Roberto, afirmou que seu cliente não namora mais a jovem, e que está “extremamente arrependido”. “Foi um ato impensado, ele não tem antecedentes criminais, nunca passou por uma situação dessa”, disse. “Se o Judiciário entender de que houve uma agressão, de que ele deva ser punido, ele irá responder porque infelizmente a gente responde pelos nossos atos.”

Deixe uma resposta